Logomarca NCA Comunicação

Mai25

O Brasil com Cheiro de 64!

Escrito por Edson Vidal Categorias // Flagrantes do mundo jurídico Lidos 47

E desta vez foram os caminhoneiros trabalhadores que acenderam o estopim da revolta contra o abuso do desgoverno Temer. O aumento do combustível foi criminoso para o bolso dos brasileiros; o achaque da Petrobras e o anúncio do próximo aumento da energia elétrica soou como duas bombas que vão fazer estragos na nossa frágil economia.

Estamos vendo um presidente acuado e sem possibilidade moral de agir, está à mercê de monopólios estatais que abusam de seus poderes monárquicos e absolutos para se ressarcirem de perdas motivadas por governos petistas que foram nefastos, querendo que os usuários paguem pelo que não fizeram.

A classe política está pasma com a reação dos motoristas porque lhes falta credibilidade para mediar conflito de tamanha proporção. O perigo do desabastecimento é iminente; a correria nos supermercados está flagrante, os aviões, barco, carros e demais veículos que dependem de combustível estão com os dias contados. Sem falar no gás de cozinha, no recolhimento do lixo, nas ambulâncias e carros de bombeiros. Mais três dias e teremos o efeito Venezuela, felizmente sem participação de nenhuma bandeira vermelha que o povo trabalhador abomina.

Essa “guerra” é contra a sem-vergonhice, contra os políticos corruptos e demagogos que fazem da República um palco para suas frustrações ideológicas. Agora, perante a revolta anunciada, esses indivíduos estão calados, com medo de suas próprias sortes; quem sempre subiu na tribuna do Congresso Nacional para destilar ódio contra o Império da Lei, com certeza está com as roupas íntimas borradas, falando baixinho e se escondendo para não ser lembrado.

É sempre assim; infelizmente em nosso país a História se repete porque os fatos e os figurantes de ontem, são os mesmos de hoje. Os Fernando Henrique que deram ensejo para a revolução de 64 é os mesmos que hoje continuam dando motivos para o país sucumbir.

Tantos fizeram e abusaram da licenciosidade, da ideologia, da moral duvidosa, do racismo e da divisão de classes sociais que estão espremidos, sem voz, prontos para levantar voo para algum outro país. E se o movimento de paralisação dos bravos caminhoneiros contar com um mínimo de colaboração popular, o que aconteceu em 64 poderá também se repetir. Se será bom ou não, ninguém tem bola de cristal para saber.

Seria melhor nesta hora de duvida e apreensão que o Presidente acordasse de seu sono letárgico e desse um murro na mesa, mesmo que seja um gesto fingido, mesmo que gaguejando, para determinar o recuo dos aumentos anunciados em nome da paz social. Depois disso, que seja homem e tome uma única atitude decente perante o país, não o de renunciar porque seus sucessores são figuras carimbadas dos fichários policiais, mas permanecer no cargo por ser aparentemente o menor pior, e exonerar incontinente todos os atuais ministros de seu governo que estão comprometidos na Lava Jato e na propinagem oficial.

Daí então, tentar levar como puder o governo nos próximos meses até passar ao seu sucessor, na esperança de que este leve o Brasil ao rumo certo. Utopia? Quem sabe, tudo ficará na consciência do eleitor em saber escolher os nomes certos. Enquanto isto paira no ar um cenário muito parecido com os idos 64, só que desta vez orquestrados pelos bravos caminhoneiros que transportam riquezas e tudo de bom que existe em nosso país...

“A crise é muito séria e exige prudência. Aumentos de preços descabidos em um momento de penúria do povo, soa como deboche e descaso. Cabe ao Presidente, sair de seu casulo de conforto, agir como homem, fingir que é estadista, e dar a voz de recuar. É o que lhe resta para salvar as aparências”.
Edson Vidal Pinto

blog comments powered by Disqus

Blog da Bebel

Paranaenses correm Mitsubishi Cup de olho no Rally dos Sertões

Prova realizada em Ponta Grossa é mais uma das escalas da dupla antes do maior rally de velocidade do país

Leia aqui

Dia dos Namorados - Amor e poeira no ar

Unidos pela paixão por adrenalina, casal de advogados de Curitiba encontrou nas provas de Rally Cross Country de Velocidade a oportunidade para curtir a vida a dois

Leia aqui

Bondinhos do Parque Unipraias são substituídos por novos modelos

Após 19 anos de uso, os clássicos bondinhos brancos e azuis do Parque Unipraias estão sendo substituídos por novos modelos

Leia aqui

Flagrantes do Mundo Jurídico

Herança Maldita.

O retrato de uma realidade é facilmente exposto na vitrine quando os mais jovens temem pelo próprio futuro. Dias atrás, meu sobrinho-neto Pedro, ainda adolescente, que no próximo sábado retorna à casa dos pais em São Paulo, depois de ter estudado um período na cidade de Barcelona – Espanha pediu por telefone ao seu pai que este vendesse tudo que tinha no Brasil e fosse morar na Europa. 
- Por que, meu filho?
- Para sair do medo de viver intranquilo, da incerteza do amanhã, e para poder desfrutar de total segurança!

Leia aqui

Temas do Cotidiano.

Dias atrás passei em frente de uma loja e deparei na vitrine com um sapato esporte, cujo modelo há muito tempo eu estava procurando. Entrei e fui atendido por um senhor de meia idade, de origem nipônica, que mais tarde eu soube que era o dono e que prontamente me mostrou o sapato que eu acabei comprando.

Leia aqui

Viajando na Maionese.

Quem viajou para assistir a Seleção Brasileira na Copa do Mundo, ontem com certeza sentiu certo arrependimento. O resultado não foi o esperado. Os fogueteiros de plantão tiveram que segurar os rojões e até o Galvão ficou sem graça, buscando justificar o resultado nos erros do árbitro mexicano.

Leia aqui

No balcão sem frescura

Italianos e o Churrasco...

Quando criança, íamos passar o final de semana na chácara em São Luiz do Purunã. Me recordo de acordar aos domingos com o sino da igreja soando de maneira extremamente delicada, é algo que até hoje tem um significado

Leia aqui

Festival de Petisco em bares de Curitiba

Os amantes das comidas típicas de bares assim como eu, poderão se deliciar com o 1º Festival de Petisco de Curitiba

Leia aqui

“Típica dos botecos”, carne de onça vira patrimônio de Curitiba

Votação unânime na Câmara de Vereadores, nesta segunda-feira (5), promoveu a carne de onça – “uma comida típica dos botecos” – a patrimônio cultural imaterial de Curitiba (005.00096.2016)

Leia aqui

Mamãe, eu quero!

“Alice - A Wonderland Adventure" chega ao Pátio Batel

Experiência sensorial e tecnológica conduz o público pela história do autor Lewis Carroll

Leia aqui

Masha e o urso é cancelado em Curitiba devido à greve dos caminhoneiros

Carreta com equipamentos e cenários está impedida de chegar

Leia aqui

Atividades para comemorar o Dia das Mães

O final de semana é das mães! E dá tempo de escolher a programação para curtir em família...

Leia aqui

E-ticket

Viajar de carro no Brasil

Cada vez mais as road trips são um novo segmento de destaque entre os Brasileiros. O resgate de viajar de carro é poder explorar e conhecer sem pressa os encantos de cada região

Leia aqui

Barreado fora de Morretes!!

Com esses dias frios, nada como comer bem. A dica de hoje é uma tradicional receita do litoral Paranaense: o barreado. Mas nem só em Morretes, podemos degustar essa maravilha e por isso mesmo listamos algumas opções locais imperdíveis

Leia aqui

Chope nas alturas

Sim, a notícia mais comentada da semana no setor de Turismo, depois das Olimpíadas, foi a divulgação da companhia aérea holandesa KLM que a partir de agosto, passará a servir chope de barril em seus voos

Leia aqui

Aplausos

Vida e obra de Heitor Villa-Lobos marcam apresentação musical "Somos todos Tuhus"

Performance acontece neste sábado (16 de junho) em auditório da Secretaria Estadual da Cultura, em Curitiba

Leia aqui

Suzie Franco lança "Esvoaça", seu álbum solo, no Teatro Paiol

O trabalho será apresentado em shows nos dias 13 e 14 de junho, às 20 horas

Leia aqui

Obra inédita inspirada no hino nacional brasileiro será interpretada pela primeira vez no país

Durante evento em Curitiba (PR), pianista Pablo Rossi fará a estreia brasileira da partitura de "Grande Fantasia Triunfal Sobre o Hino Nacional Brasileiro" para piano e orquestra

Leia aqui